Os cuidados no Microagulhamento




Olá querido profissional, como vai?

Hoje quero falar com vocês sobre o uso de cosméticos no microagulhamento. Primeiro, vamos lembrar que Microagulhamento é a técnica que faz o uso de agulhas com roller, caneta elétrica ou dermógrafo para o estímulo de colágeno e/ou a penetração transdérmica de ativos (drug delivery). Deixando claro então, que com o Microagulhamento podemos realizar duas técnicas.O mercado brasileiro apresenta uma gama muito ampla de cosméticos e o destaque da qualidade de seus produtos é mundial, quem viaja para fora do brasil percebe que o nível dos cosméticos profissionais é inigualável. Bem, nosso assunto de hoje é a associação dos cosméticos com as técnicas de agulhamento ou microagulhamento.É bom que entendamos que ao realizar um procedimento de microagulhamento estamos deixando de aplicar cosméticos tópicos para, com o uso das agulhas “introduzi-los” na pele seja no extrato córneo, epiderme ou na derme. Por tanto, é preciso ter muito cuidado com o que é usado. Vamos antes de mais nada, relembrar do que um cosmético é feito:

Os cosméticos possuem ingredientes que contribuem em sinergia para um bom resultado final. Cada um possui sua função específica:

Emulsionantes: Por definição, são compostos cuja função é estabilizar misturas de duas substâncias imiscíveis, geralmente óleo e água. Isto ainda depende da relação quantitativa dos dois líquidos e da presença de outros ingredientes, tais como proteínas, amido ou ar. Conservantes: Os conservantes são usados em muitos cosméticos para aumentar a vida útil dos produtos, impedindo o desenvolvimento de bactérias, fungos, leveduras e mofos que podem causar doenças ou, simplesmente, prejudicar o bom aspecto do produto final.

Espessantes: São adicionados para aumentar a viscosidade do cosmético. Exemplos:- Cloreto de sódio, derivados da celulose: Natrosol (hidroxietilcelulose), Geleificantes: Carbopol, Polissorbatos.

Estabilizadores de p.H: Uma das propriedades mais importantes de um cosmético é o pH, que deve ser o mais próximo possível do pH natural da região onde será aplicado. Enquanto cremes e loções para aplicação na pele devem ter pH próximo de 4.5, outros cosméticos como maquiagens para os olhos (rímeis, sombras e lápis coloridos) devem ter pH em torno de 7.5, que é o pH da lágrima. Sabonetes e desodorantes íntimos devem ter pH ainda menor do que 4.5, para terem ação bactericida. Desodorantes antitranspirantes, devido aos sais de alumínio presentes em sua composição, possuem pH mais básico. O pH é ajustado usando ácidos orgânicos fracos, como os ácidos lático, ascórbico e cítrico. Quando é necessária uma alcalinização, ela é feita com hidróxido de alumínio ou bórax (borato de sódio). Ácidos e bases inorgânicas fortes normalmente são evitados devido à dificuldade de controle industrial do pH e à possibilidade de formação de resíduos indesejados.

Corantes: Pigmento é toda substância química que absorve seletivamente a luz natural, refletindo-a em um determinado comprimento de onda, ou seja, em uma cor específica. Pigmentos e corantes podem ser inorgânicos, como o dióxido de titânio ou o óxido de ferro, ou orgânicos, como o azul de metileno. Podem ser obtidos de fontes naturais (rochas, minérios, flores, folhas, cascas de árvores, sementes) ou sintetizados por diferentes mecanismos de reações orgânicas. Corantes e pigmentos determinam diretamente as características de cor e, portanto, a sensação de beleza. São componentes caros e bastante controlados, dentro de uma formulação.

Fragrância: Essência é o nome dado em perfumaria aos aromas produzidos sinteticamente ou extraídos de flores, folhas, frutas, sementes, madeira e cascas de árvores, resinas vegetais e secreções de animais. Mais de 6.000 substâncias químicas podem ser usadas como essências e fixadores em perfumaria, porém aproximadamente somente 100 delas são ingredientes essenciais na produção de perfumes, como o acetato de benzila, o citronelol e o álcool feniletílico, além do isopropanol, muito usado como veículo . Os principais grupos químicos constituintes das essências são ésteres, terpenos, aldeídos e cetonas.

Normalmente as matérias-primas naturais são extraídas com solventes ou com vapor e em seguida os óleos essenciais são destilados para purificação ou para separação das substâncias de interesse. O rendimento das extrações é muito baixo, o que explica o elevado preço das essências naturais. Para extração de 50 ml de essência natural de rosas, usada no Chanel nº 5 e em outros perfumes famosos, em média, é usada uma tonelada de pétalas de rosas. Nos primórdios da perfumaria, os fixadores eram removidos de secreções de animais, como o castor, as civetas (um tipo de felino), a baleia e o veado-campeiro. Grupos de conscientização animal contribuíram enormemente para que a indústria de perfumaria moderna desenvolvesse fixadores sintéticos e hoje mais nenhum animal é sacrificado para obtenção de fixadores. Conseguiu perceber que um cosmético é feito de diversos ingredientes que não necessariamente são naturais ou possuem compatibilidade com nossa pele?


Agora, pense comigo: ao microagulhar um cosmético, estamos introduzindo-o na pele, junto com seus demais ingredientes da fórmula.Por tanto, ao escolher um produto para microagulhamento não acredite cegamente no que a industria cosmética diz, pesquise, leia rótulos e identifique potenciais alergênicos. Abaixo, você vai verificar 4 dos principais passos a serem identificados ao procurar um produto para microagulhamento.

Passo 1 - Escolha produtos “próprios para microagulhamento” sem conservantes. Estudos mostram a ação estrogênica no uso de cosméticos com conservantes, outros mostram a capacidade de levar à câncer. Isso no uso tópico, quem dirá introduzindo-os na pele.


Passo 2 - Escolha produtos sem AROMAS E PERFUMES. Aromatizantes são um dos principais causadores de dermatite de contato e reações alérgicas. Fuja deles.


Passo 3 - Escolha produtos sem corantes e/ou pigmentos. Outro grande causador de reações alérgicas. Você identifica se o produto tem corante no contra-rótulo do cosmético com a sigla CI seguida de numerais.


Passo 4 - Escolha produtos livres de óleo. Bases cremosas com a presença de óleos irão tamponar os óstios e os canais microagulhados, causando complicações como dermatite, reação alérgica chegando até infecções de pele. Prefira produtos aquosos livres de óleo. CUIDADO COM SÉRUNS TAMBÉM.Uma grande dica que tenho para deixar e filtrar, filtrar e filtrar aquilo que é ouvido. Use de bom senso e critério além de senso crítico ao lidar com microagulhamento. Fuja de marcas que o induzem a usar produtos que não respeitam os passos acima.


Grande abraço,


Prof Gustavo Galves

gustavo@esteticainfoco.org

Graduado em Estética, Pós graduando em docência do ensino superior, mestrando em educação, coordenador da Estética in Foco Brasil e Europa, praticante de microagulhamento desde 2008.

259 visualizações

Estética in Foco| Contato

Rua Elias Garcia, 360 3º A/B

Amadora, Portugal

Telefone  +55 11 3230-7478 / +351 215 844 617  

+1 (954) 889 6909 / +351 910 318 369

  • Facebook Classic
  • Twitter Classic
  • YouTube Classic

DE ACORDO COM O DECRETO-LEI 74/2017, 2017-06-21 - DRE, ESTE SITE INTERNET POSSUI LIVRO ELECTRÓNICO DE RECLAMAÇÕES. PARA O DEVIDO EFEITO, BASTA ACEDER AO LINK ABAIXO.

www.livroreclamacoes.pt

#777464.png

© 2020 por Estética in Foco. Todos os direitos reservados.